Policiais da Paraíba fazem protesto no Busto de Tamandaré

Publicado em 12/01/2018 por Jornal da Paraíba

Policiais da Paraíba fazem protesto no Busto de Tamandaré

Ato será em protesto contra os baixos salários e condições de trabalho da categoria.




A Associação dos Policiais Civis de Carreira da Paraíba (Aspol-PB) realiza, nesta sexta-feira (12), às 18h, uma panfletagem no Busto de Tamandaré, na orla de João Pessoa. A ação visa mostrar à população as reivindicações da categoria investigativa, que, segundo eles, atualmente recebe o pior salário do país e soma perdas inflacionárias de mais de 60% nos últimos oito anos.

A categoria investigativa e de apoio, formada por agentes de investigação, escrivães de polícia, motoristas policiais e agentes de telecomunicações, distribuirão um material que destaca os 22 pontos principais das reivindicações da Polícia Civil da Paraíba, e que motivaram a paralisação de 24h das atividades, no dia 27 de dezembro de 2017.

O ato é um sequências de ações, em desdobramento ao projeto de lei 1664/17, aprovado na Assembleia Legislativa da Paraíba em novembro, e que, segundo a Aspol, não atendeu às necessidades dos agentes de polícia, apenas aos delegados.

"É um momento em que a categoria precisa se unir e apresentar à população os motivos da nossa luta. Atualmente, os policiais civis recebem metade do que se paga em 16 Estados da Federação e não recebem através de subsídio, o que acarreta perdas na aposentadoria de mais de 40%. Temos profissionais de nível superior, muitos pós-graduados, sem um PCCR. Trabalhamos com coletes balísticos vencidos e colocando em risco a própria vida, sendo obrigados a vender a folga, recebendo 1/3 da hora extra constitucional", disse a presidente da Aspol-PB, Suana Melo.

Além disso, completa Suane Melo, estamos com gratificações congeladas há 10 anos, trabalhando com armamentos defeituosos, submetidos a desvios de funções de forma arbitrária, e sendo vítimas de assédio moral nas unidades de trabalho. "Por tudo isso, vamos às ruas mostrar que não aceitaremos mais esse desrespeito e a sociedade precisa conhecer essas situações absurdas pelas quais passam os policiais civis na Paraíba. Precisamos dar um basta nisso tudo", destacou a presidente.

Na última terça-feira (9), o secretário de segurança, Cláudio Lima, admitiu que os salários dos policiais civis são realmente muito baixo, mas que o momento econômico por que passa o país não é para se discutir reajuste ou progressões salariais.