Pré-candidatos Meirelles e Maia evitam tema na mídia

Publicado em 12/01/2018 por DCI

Cotado entre os pré-candidatos à Presidência da República, o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles (PSD), negou que esteja preocupado com a disputa. "Não parei ainda para pensar se já sou 70% candidato ou 10%, ou 30%."

A resposta à Rádio Bandeirantes, ontem (11) vai ao encontro da entrevista dada por Michel Temer, afirmando que o lugar de Meirelles é no ministério. Mas conflita com declaração à revista Veja, em novembro do ano passado, quando afirmou que "sim, sou presidenciável".

Para o titular da Fazenda, cargos relevantes devem ser ocupados por pessoas com experiência na vida pública. "É importante que pessoas que ocupem cargos relevantes tenham experiência. Vivemos momento em que Brasil está se reformando em todas as áreas e é importante que reformas da economia brasileira continuem", afirmou.

Também preterido na entrevista de Temer, o deputado Rodrigo Maia (DEM-RJ), teve uma agenda cheia ontem. Recebeu o ex-deputado Valdemar Costa Neto (SP), que comanda a sexta maior bancada da Casa, 37 deputados. Em seu Twitter, Maia postou que iniciou o dia em reunião com o Partido da República, sem citar nomes.

Mais tarde, a previsão era um almoço com o governador de Santa Catarina, Raimundo Colombo, em Florianópolis. Colombo é do PSD, mesmo partido de Meirelles. Apontado pelo DEM como pré-candidato à sucessão de Temer, o atual presidente da Câmara assume, entretanto, que está em campanha apenas pela reforma da Previdência. /Agência