Sartori defende modelo de concessões de rodovias

Publicado em 11/10/2018 por Correio do Povo

Governador e candidato do MDB concedeu entrevista ao Correio do Povo

Sartori defendeu modelo de concessões de rodovias em entrevista ao CP | Foto: Ricardo Giusti

O governador José Ivo Sartori (MDB) defendeu o a maneira como as concessões de rodovias têm sido conduzidas em seu governo. Em entrevista ao Correio do Povo na tarde desta quarta-feira, o candidato à reeleição rebateu críticas de seu adversário, Eduardo Leite (PSDB), que tem se posicionado contra a demora nesse tipo de processo. "Prefiro que seja feito com responsabilidade, seriedade e honestidade", disse o atual chefe do Piratini, que também destacou que as concessões foram uma vitória na Assembleia Legislativa e que seguem um marco regulatório e uma lei.

Ao falar sobre a questão de uma possível demora no processo, Sartori ainda falou que "tudo que é feito apressado acaba na cadeia", ao citar que, no domingo passado, a população mostrou nas urnas o seu descontentamento com atos de corrupção no país. Com isso, remeteu o grande número de votos que o candidato à presidência da República, Jair Bolsonaro (PSL), conseguiu - principalmente no Rio Grande do Sul, onde fez 3.353.623, com 52,63% dos votos válidos - e a quem seu partido, o MDB-RS, oficializou apoio na segunda-feira. "Pela minha experiência de mais de 40 anos de vida pública não me cabia omissão nessa hora de respeitar o que a população manifestou nas ruas e acompanhar a decisão do meu partido", comentou o governador.

Mais uma vez, Sartori atribuiu ao MDB-RS e não a si a escolha de apoiar Bolsonaro. Ele disse que sua decisão de acompanhar a posição emedebista foi embasada na "fidelidade e mudança no pacto federativo de criar as condições anticorrupção, fortalecimento da Lava Jato e se criando também as possibilidades de combate mais forte no país da criminalidade", sem que haja "nenhum percalço ma manutenção das instituições e do processo democrático".

José Ivo Sartori também comentou que os apoios oficializados recentemente por parte do candidato a governador Mateus Bandeira (Novo) e do deputado federal eleito Marcel van Hattem (Novo). Sobre as possibilidades de um outro apoio que vem circulando, provavelmente por parte do quarto colocado na disputa do Piratini, Jairo Jorge (PDT), o governador preferiu não se manifestar. "Eu não vou insinuar absolutamente nada, porque isso é uma decisão de cada partido, de cada organização partidária. Estaria me metendo na vida dos outros."

Sartori concentra nesta quinta-feira suas atividades de campanha em reuniões de partido. No feriado de sexta, se dirige ao Litoral e, no sábado, passa por Igrejinha, Parobé, Gramado e Canela.