Prefeituras do Sertão do Pajeú aprovam Fiscalização Preventiva Integrada em PE

Publicado em 10/08/2018 por Ministério Público Federal

Meio Ambiente

10 de Agosto de 2018 às 10h16

Prefeituras do Sertão do Pajeú aprovam Fiscalização Preventiva Integrada em PE

Gestor da cidade de Tabira, município que teve açougue interditado, parabenizou programa e deu “nota 10” à ação

Foto mostra a entrada de um estabelecimento interditado, lacrado com um cadeado.

Divulgação: FPI/PE

As seis prefeituras envolvidas na primeira etapa pernambucana da Fiscalização Preventiva Integrada (FPI-PE) – com ações em campo desde 30 de julho, no Sertão do Pajeú – aprovam a ação, certas de que o programa trará benefícios para todos: gestores, órgãos envolvidos com a temática ambiental e, principalmente, população. O sentimento foi expresso várias vezes, nesta quinta-feira (9), durante o seminário Perspectivas da Gestão Ambiental Municipal, promovido pela FPI na sede do Ministério Público de Pernambuco em Afogados da Ingazeira e que teve a participação de três prefeitos, um vice-prefeito e representantes de todas as seis prefeituras: Carnaíba, Ingazeira, Iguaraci, Tabira, Tuparetama e a própria Afogados.

“Minha nota para esta operação no Pajeú é 10. Há preocupação com a qualidade da alimentação, estão sendo prestadas orientações ao homem do campo, é vista a liberdade das aves. E, posso dizer, nada que funciona regular em Tabira foi fechado”, resumiu o prefeito Sebastião Dias, do município sertanejo, em entrevista num intervalo do encontro. Em Tabira, o açougue municipal chegou a ser interditado por péssimas condições estruturais, mas as ações de melhorias foram imediatas, com a participação da gestão e dos próprios comerciantes, que também parabenizaram as ações do programa.

“É posição unânime dos prefeitos da região (que a ação é importante)”, destacou, por sua vez, Roberto Arrais, assessor para área de meio ambiente de Carnaíba, ressaltando que, agora, é ver os desdobramentos. “Precisa ver, por exemplo, se uma ação integrada também pode ser realizada pelos municípios. Na questão do lixo, por exemplo, não faz sentido construir três aterros na região, se um consorciado poderia ser a solução”, completou.

Além de Sebastião Dias, participaram os prefeitos de Ingazeira, Lino Moraes, e de Iguaraci, Zeinha Torres, e o vice-prefeito de Afogados da Ingazeira, Alessandro Palmeira. Durante o encontro, foi debatida também a questão da Educação Ambiental nos municípios do Pajeú, a partir de diagnóstico realizado por técnicos ambientais participantes da FPI. Pontos deste diagnóstico serão ressaltados nesta sexta-feira (10), a partir das 14h, na audiência pública em que será feito o balanço geral da Fiscalização Preventiva Integrada.

Assessoria de Comunicação Social
Procuradoria da República em Pernambuco
(81) 2125-7348
prpe-ascom@mpf.mp.br
http://www.twitter.com/mpf_pe
http://www.facebook.com/MPFederal