Oito temas que podem cair na prova de Química do Enem

Publicado em 07/11/2017 por O Globo

Química traz diferentes temas na prova - Analice Paron / Agência O Globo

RIO - No próximo domingo, dia 12, os estudantes terão o segundo dia de prova do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Neste dia, a avaliação contará com questões de Química, Física, Biologia e Matemática. O GLOBO, com apoio do professor Clayton Rosman, da Escola Dínamis, destaca oito temas que podem aparecer no próximo domingo.

CONFIRA O GABARITO DO PRIMEIRO DIA

- É fundamental que o aluno consiga analisar e interpretar as questões, que em sua maioria trazem tabelas, textos grandes, trechos de jornais e gráficos para serem relacionados com o conteúdo abordado. Assim, o estudante precisa saber o conteúdo, mas também sua aplicação, seu contexto no cotidiano para entender o que de fato a prova está exigindo do candidato - analisa o professor Clayton.

CONFIRA OS PRINCIPAIS TEMAS PARA QUÍMICA

1. Um exemplo é a matéria de termoquímica, que vem sendo abordada com bastante frequência. A maioria dos anos esse tema vem relacionado com a matriz energética. Por exemplo, a escolha do melhor combustível levando em conta qual libera mais calor em relação à poluição que ele causa ou o custo que ele possui.

2. Outro tópico importante é a separação de misturas. Este tópico tem bastante aplicação no contexto industrial, por exemplo, o uso da destilação fracionada para separar os componentes do petróleo em uma refinaria. Mas também pode vir relacionada a tópicos do nosso cotidiano como a filtração ou a extração de substâncias de uma folha para fazer um chá. Ultimamente vem sendo abordada principalmente em questões ligadas ao tratamento de água. Por isso, é importante o aluno dominar as etapas do processo de tratamento de água em uma estação, pois tem relação direta com as questões do meio ambiente.

3. A radioatividade também é bem frequente. No Enem, a diferença é que a prova cobra mais o contexto histórico e social dos impactos ambientais provocados por substâncias radioativas. É importante que o aluno tenha noção do funcionamento básico de uma usina nuclear. Saber a questão energética das usinas, quais os impactos ambientais, quais as vantagens de usar uma usina nuclear em relação às outras fontes de energia, como hidrelétricas e termoelétricas. É importante, por exemplo, saber como a radioatividade está inserida no contexto de uma bomba atômica (como ocorre a reação de fissão nuclear).

4. Cálculo estequiométrico e soluções estão sempre associados a vários temas do cotidiano e das indústrias. Esses dois temas são os mais frequentes dos últimos anos. Já apareceram em contextos simples como a quantidade de açúcar usada para adoçar um café, quanto em casos mais complexos envolvendo fabricação de substâncias em uma indústria. O cálculo estequiométrico normalmente vem associado a subtemas como pureza e rendimento. Já a parte de soluções vem abordando concentração molar e percentual, além de mistura de soluções. Os estudantes costumam ter bastante dificuldade com esses tópicos por exigir cálculos mais complexos e muita interpretação de texto.

5. Orgânica. Em geral, vem contextualizada com reciclagem, reaproveitamento de materiais. Por isso, é importante ter um domínio sobre polímeros, reações orgânicas, além das questões mais clássicas, envolvendo reconhecimento das funções orgânicas, isomeria e classificação das cadeias.

6. Deslocamento de equilíbrio e PH. O equilíbrio químico é outro assunto bastante recorrente, principalmente, envolvendo o seu deslocamento. O aluno deve saber quais e como fatores externos podem deslocar a reação química no sentido do produto ou do reagente. Geralmente, a prova faz essa reação envolvendo o PH. Portanto, além do estudante ter que saber caracterizar uma solução como ácida ou básica, ele deve analisar como esse pH vai alterar o meio reacional. Esse tópico vem sendo relacionado com substâncias do cotidiano como refrigerante, vinagre, etc e como eles afetam o equilíbrio químico em determinadas partes do nosso corpo.

7. Funções inorgânicas (assunto relacionado ao meio ambiente): o aluno precisa entender o conceito e aplicação das funções, além de dominar a nomenclatura. Por exemplo, entender o que é um ácido, saber a classificação dos óxidos. O tema tem sido abordado envolvendo meio ambiente em relação à formação de chuva ácida, poluição, tratamento do solo. Isso tudo abrange óxidos, sais, bases, ácidos, suas características, funcionalidades e aplicações.

8. Água: É outro tema comum na prova e muito explorado com a questão ambiental. Questões com Ligações químicas, tensão superficial, tensoativos e interação intermolecular.