Polícia caça criminosos que mataram ex-prefeito ?Nenzin?

Publicado em 07/12/2017 por O Estado do Maranhão

Polícia caça criminosos que mataram ex-prefeito ?Nenzin?
Manoel Mariano de Sousa, o Nenzin, morto ontem em Barra do Corda (Foto: Divulgação)

O ex-prefeito da cidade maranhense de Barra do Corda, distante 440 km de São Luís, Manoel Mariano de Souza, conhecido popularmente como "Nenzin" foi assassinado na manhã de ontem, 6, enquanto retornava de uma visita a um advogado no loteamento Morada do Rio Corda (situado às margens da BR-226, na saída de Barra do Corda). De acordo com a polícia, "Nenzin" estava no banco do carona de uma caminhonete dirigida por um de seus filhos, conhecido como Júnior do Nenzin quando pediu para parar o carro supostamente para urinar. Segundo a polícia, neste momento, "Nenzin" foi abordado por dois homens ainda não identificados, que estavam em uma moto. Um deles atirou no pescoço do ex-prefeito. O fato ocorreu por volta das 8h30.

A versão mais provável, inclusive considerada pela Polícia Militar do Maranhão (PM), é de que o crime tenha sido por encomenda, pelo fato de não ter sido levado nenhum pertence da vítima. "O caso tem características claras de crime de pistolagem", disse a polícia. Apesar da ação violenta, o filho do ex-prefeito não foi atingido por nenhum disparo. Até o fim da tarde de ontem a polícia ainda não tinha informações sobre os suspeitos do crime.

Moradores em frente a UPA em busca de notícias do ex-prefeito (Foto: Divulgação)

Atendimento

Após ser atingido pelo disparo, "Nenzin" ainda foi levado para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) da cidade de Barra do Corda e em seguida, transferido para o Socorrão de Presidente Dutra, onde morreu após uma parada cardíaca por volta das 10h de ontem. O corpo do ex-prefeito foi periciado na tarde de ontem no Instituto Médico Legal (IML) de Teresina (PI) e em seguida liberado aos familiares que o trouxeram para a cidade de Barra do Corda, onde deverá ser enterrado hoje.

Equipes da Superintendência de Homicídios e Proteção à Pessoa (SHPP) foram enviadas a cidade de Barra do Corda. Os investigadores da delegacia regional de Presidente Dutra foram designados para apurar o caso. Procurada por O Estado, a cúpula da Secretaria de Segurança Pública do Estado do Maranhão (SSP) não deu mais detalhes acerca das apurações do crime. Ao portal G1 Maranhão, a pasta estadual informou que "já foi instaurado inquérito para apurar o caso" e que as apurações serão conduzidas pela SHPP.

Em entrevista por volta das 13h de ontem no programa Rádio Patrulha, da Rádio Mirante AM, ao radialista Domingos Ribeiro, o superintendente de Polícia Civil do Interior (SPCI), delegado Dicival Gonçalves, deu poucas informações sobre o caso. Segundo ele, trata-se de um crime que deve ser apurado com exatidão pelos órgãos de segurança. "Precisamos ter calma e apurar o caso com exatidão. Trata-se de um crime repugnante", disse.

Em contato com O Estado ontem à tarde, o comandante do 3º Batalhão da Polícia Militar do Maranhão (PM), tenente-coronel Marcos Lima, afirmou que equipes das Polícias Militar e Civil estão trabalhando exaustivamente na busca dos suspeitos do crime. "Estamos contando ainda com o apoio de equipes próximas na tentativa de capturar os autores deste crime o quanto antes", disse.

Após a confirmação da morte de "Nenzin", o clima era de verdadeira comoção na cidade de Barra do Corda. Nenzin era "extremamente conhecido" e querido no município onde era vinculado familiar e politicamente. O ex-prefeito deixa esposa e seis filhos, entre eles, o deputado estadual Rigo Teles (PV).

Cobranças

Em nota divulgada ontem, a Assembleia Legislativa do Maranhão (AL) externou pesar com a morte de "Nenzin". De acordo com a Casa Legislativa, ele "era considerado uma grande liderança política na região de Barra do Corda". No documento, a Casa solicita "a imediata investigação" daquilo que denominou como "bárbaro crime".

O ministro do Meio Ambiente Sarney Filho (PV), também externou solidariedade à família de "Nenzin". Segundo Sarney Filho, "Nenzin" era incansável na "luta pelo desenvolvimento da região de Barra do Corda. O ministro também pediu esclarecimentos do fato. Outras entidades como a Famem e a Prefeitura de Barra do Corda também emitiram notas sobre o fato. Para a Famem, o episódio "deixa uma marca de sangue na política do estado".

Crimes de encomenda

Caso seja confirmada a morte de Nenzin com a pistolagem, será a volta desta prática criminosa no Estado do Maranhão. Um dos casos mais conhecidos com esta característica aconteceu no dia 23 de abril de 2012 e culminou com a morte do jornalista de O Estado e blogueiro, Décio Sá, na Avenida Litorânea. O crime foi encomendado por uma quadrilha de agiotas denunciada por Décio em seu veículo de divulgação.

Em nota, a Secretaria de Segurança Pública do Maranhão (SSP-MA), por meio da Superintendência de Polícia Civil do Interior (SPCI), informa que já foi instaurado inquérito policial para apurar o caso, que será investigado pela Superintendência Estadual de Homicídio e Proteção à Pessoa (SHPP), em parceria com a Delegacia Regional de Barra do Corda. As forças de segurança estão em diligência para localizar os envolvidos no crime, que resultou na morte de Manoel Mariano de Sousa".

Saiba mais

Lavrador e em seguida pecuarista bem-sucedido, "Nenzin" começou sua carreira política em 1992, elegendo-se vereador em Barra do Corda. Foi presidente da Mesa Diretora da Câmara de Vereadores e exerceu por três vezes a função de prefeito daquele município.

NOTAS DE PESAR

Ex-governadora Roseana Sarney

"Foi uma tristeza muito grande saber do assassinato do meu sempre amigo Nenzin. Um homem que trabalhou pelo seu povo, se dedicou para melhorar a vida das pessoas, só fez o bem pela sua cidade e sua gente não merecia uma morte trágica e violenta. Espero que a justiça aja com rigor e descubra os culpados. Deus o receberá de braços abertos na sua nova morada e, dará conforto aos seus familiares principalmente a D. Santinha, sua companheira em todos os momentos. Vai com Deus meu fiel companheiro! Saudades".

Deputado Sarney Filho, Ministro do Meio Ambiente

"Ainda profundamente chocado com o assassinato na manhã de hoje (6.12) do amigo e ex-prefeito de Barra do Corda, no Maranhão, Manoel Mariano de Sousa, o "Nenzin". Minha solidariedade aos familiares e à população do município, pelo qual ele tanto lutou em seus três mandatos como prefeito. Nenzin era incansável na luta pelo desenvolvimento da região e o seu entusiasmo contagiou seu filho, Rigo Teles, a seguir a carreira política, hoje como deputado estadual pelo Partido Verde. Espero que o crime seja esclarecido logo e os responsáveis punidos de forma exemplar."

Deputado Adriano Sarney (PV)

"É com profunda tristeza que recebi a notícia da morte de ex-prefeito de Barra do Corda, Manoel Mariano de Sousa, o "Nenzin", grande liderança do Partido Verde na sua região.

Nesta oportunidade, presto solidariedade à família de "Nenzin", em especial a viúva Francisca Teles de Sousa, carinhosamente conhecida como Santinha; e os seus filhos Pedro Teles, o deputado estadual Rigo Teles (PV), Manoel Mariano de Sousa Filho, o Júnior do Nenzin; e as filhas Sandra Maria, Sandra Helena e Sandra Ilania.

Pedimos que Deus conforte os corações dos familiares e amigos de "Nenzin", dando forças para transformar toda a dor desta irreparável perda em fé e esperança".

Prefeitura de Barra do Corda

"A Prefeitura Municipal de Barra do Corda, em nome do prefeito Eric Costa, vem a público lamentar profundamente a morte do ex-prefeito Manoel Mariano de Sousa, o senhor Nenzin, como é mais conhecido pelo povo barra-cordense.

Nenzin foi vítima de um atentado na manhã desta quarta-feira, 6. Foi socorrido e levado para a UPA de Barra do Corda e, em seguida, encaminhado para o Socorrão de Presidente Dutra, mas infelizmente não resistiu aos ferimentos.

Prefeito de Barra do Corda por três mandatos e pai do deputado estadual Rigo Teles (PV), Nenzin construiu uma extensa história política no estado do Maranhão. O ex-prefeito deixa esposa, dona Santinha, e seis filhos.

Neste momento de dor e perda, o prefeito Eric Costa solidariza-se e manifesta condolências aos familiares e amigos do ex-prefeito Manoel Mariano de Sousa, o Nenzin, decretando luto oficial de três dias na cidade de Barra do Corda".

Assembleia Legislativa do Maranhão

"A Assembleia Legislativa do Estado do Maranhão externa profundo pesar pelo falecimento do ex-prefeito de Barra do Corda e pai do deputado estadual Rigo Teles, Manoel Mariano de Sousa, mais conhecido como Nenzin. Ele foi alvejado por tiros na manhã desta quarta-feira, 6, na cidade de Barra do Corda.

Nenzin era considerado uma grande liderança política na região de Barra do Corda, cidade na qual foi eleito prefeito por três vezes, tendo deixado o último mandato em 2012.

No início da sessão desta quarta-feira, a Assembleia Legislativa solicitou, aos órgãos competentes, a imediata investigação deste bárbaro crime, ao tempo em que se solidariza com familiares, amigos e admiradores de Nenzin e transmite as mais sinceras condolências por esta inestimável perda".

Federação dos Municípios do Estado do Maranhão

"A Federação dos Municípios do Estado do Maranhão (FAMEM) manifesta o mais profundo pesar pelo brutal assassinato de Manoel Mariano de Souza, o Nenzin, ex-prefeito da cidade de Barra do Corda, pai do deputado estadual Rigo Teles e uma das mais expressivas lideranças daquela região.

Ao mesmo tempo em que se solidariza com a família do saudoso ex-prefeito, esta Federação reivindica à Secretaria de Estado da Segurança Pública do Estado do Maranhão total empenho na elucidação do assassinato que deixou toda a sociedade maranhense chocada.

Prefeitos e ex-prefeitos maranhenses estão perplexos com o violento episódio, que deixa uma mancha de sangue na política do Maranhão".

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.