Polícia Militar flagra captação irregular de água em Sobradinho

Publicado em 11/11/2017 por Correio Braziliense Online

PMDF/Divulgação
Na chácara 44, a água foi represada usando sacos de areia

Durante a operação Água Viva, a Polícia Militar do Distrito Federal realizou nesta sexta-feira (10/11), por volta das 10h, duas prisões por captação irregular de água. A ideia é inibir irregularidades em período de agravamento da crise hídrica. A ação ocorreu na área rural de Sobradinho. Nos locais alvo da operação, a polícia encontrou desvios no curso dágua em uma Área de Proteção Permanente (APP). 
 
Os militares do Grupamento de Operações do Cerrado foram até duas chácaras da região. O objetivo da ação era verificar possíveis crimes ambientais no local, que se trata de uma área de proteção permanente. Chegando ao local, nas chácaras 44 e 45, foram verificadas irregularidades.  
 
Na primeira chácara, o córrego Capão Comprido estava sendo represado com sacos de areia. A água era bombeada e utilizada para a irrigação das hortaliças. Na 45, o mesmo córrego havia sido represado e uma canaleta, que desviava o curso da água, havia sido cavada. O objetivo era direcionar o recurso para um poço artificial para ser usado na irrigação. 

Na segunda chácara ainda havia uma construção inacabada dentro da área de preservação. Devido a todas as irregularidades constatadas pela PMDF, os proprietários das chácaras foram conduzidos para a Delegacia do Meio Ambiente, onde foram autuados pelos crimes cometidos.

PMDF/Divulgação
Uma construção inacabada foi encontrada pelos militares na propriedade número 45