Seu cachorro come grama? Saiba o que causa este comportamento!

Publicado em 11/01/2018 por Tribuna PR

Se você mora em casa com seu cachorro ou costuma levar o "amigão" para passear em parques ou praças, sabe que não é incomum ver o pet parar no gramado e começar a comer algumas folhas. Mas afinal, por que eles fazem isto? E será que comer grama poder fazer mal ao cão? Segundo os veterinários, os motivos que levam os cachorros a ingerir grama são diversos. Entre eles, os principais são:

Problemas digestivos
Quando estão com dor de barriga os cachorros comem grama para aliviar os sintomas e fazer com que o organismo elimine mais rapidamente o que está provocando o mal-estar, já que as plantas podem estimular o vômito ou acelerar o trânsito intestinal. Este tese não tem comprovação científica, no entanto, é defendida por muitos veterinários e 'donos' de cães.

Fome
Outro motivo que pode levar os animais a comer grama é a fome. Os cães primitivos tinham uma dieta herbívora, que incluía grama, ervas e vegetais entre os alimentos consumidos. Assim, comer grama pode ser também um resquício deste hábito e um jeito de, literalmente, encher a barriga.

Dieta pobre em nutrientes
Se a ração ou comida oferecida ao animal não estiver suprindo suas necessidades, ele pode buscar estes nutrientes em outros lugares, entre eles, na grama e nas plantas, para obter os minerais e vitaminas de que precisa.

Comportamental
Tédio, ansiedade, solidão ou poucas atividades diárias podem fazer com que o cachorro busque um pouco de distração comendo grama. Nestes casos, os pets também podem desenvolver comportamentos compulsivos, como lamber as patinhas, latir demais ou até mesmo, ficarem apáticos.

Instinto de caça
Outra teoria sobre o consumo de mato e outras plantas está ligada ao instinto de caça dos cães. Isto porque, eles seriam capazes de conseguir informações sobre a presa nas plantas, que fica impregnada com o cheiro dos animais que passaram pela grama.

Alerta

Se o consumo de grama for eventual não há com o que se preocupar. Mas se for um comportamento frequente do seu cachorro, o ideal é conversar com seu veterinário de confiança. E além de observar a frequência, também é importante evitar que ele tenha contato com outras espécies de plantas, principalmente as ornamentais, já que muitas podem ser tóxicas e até letais para os animais.

Ao comer grama, outro risco são os parasitas, já que ingerir folhas de locais onde circulam muitos animais pode fazer com que seu cachorro seja infectado. Além disto, a contaminação com venenos é também é um risco, afinal, em muitos locais, produtos químicos são pulverizados na grama, para evitar o crescimento do mato. É isso aí, comer grama de vez em quando não tem problema, mas se você desconfiar que o hábito está fora do comportamento normal do seu cão, não hesite em buscar ajuda!

Adoção responsável: Esta é a Eevee, uma linda"menina" que tem cerca de um ano e porte médio. Resgatada recentemente, ela já foi castrada e será doada com as vacinas em dia. Para levar a Eevee para casa, fale com Fernanda Niederheitmann (41) 3338-8087 Foto: Divulgação.

Adoção responsável: Esta é a Eevee, uma linda"menina" que tem cerca de um ano e porte médio. Resgatada recentemente, ela já foi castrada e será doada com as vacinas em dia. Para levar a Eevee para casa, fale com Fernanda Niederheitmann (41) 3338-8087 Foto: Divulgação.

Agenda de eventos e feiras de adoção

Sábado 13

Encontro de adoção de cães e gatos em parceria com a ONG Beco da Esperança. No HiperZoo, Rua Desembargador Westphalen, 3448, das 10h às 17h.

Domingo 14

1º Bingo da Associação Vida Animal (Avan) de 2018, no Clube dos Subtenentes e Sargentos do Exército, Rua Comendador Fontana, 57 - Centro Cívico, a partir das 15h. www.facebook.com/avancuritiba/

Sábado 20

1ª Feira de Adoção de Animais de Piraquara 2018. Será no Parque das Águas Jacob Simião, na Rua Barão do Cerro Azul, 265 - Centro, a partir das 13h. Secretaria Municipal de Meio Ambiente: (41) 3590 3521

Quer contar uma história com seu pet, sugerir um tema ou publicar a foto de um animal disponível para adoção? Escreva para gente: animal@tribunadoparana.com.br