Velho lunático x baixinho gordo: a briga de colégio de Trump e Kim

Publicado em 13/11/2017 por O Globo

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, e o líder norte-coreano Kim Jong-un na TV sul-coreana - Ahn Young-joon / AP

HANÓI - A era da "paciência estratégica" dos EUA em relação às provocações norte-coreanas realmente acabou. Se as mútuas ameaças bélicas e nucleares preocupam a comunidade internacional, a disputa entre Donald Trump e Kim Jong-un já parece, como lembraram usuários nas redes sociais, uma briga de colégio. Depois de chamar várias vezes o ditador norte-coreano de "homenzinho-foguete", acabou ouvindo como resposta que é um "velho lunático". Daí resolveu levar a briga ao Twitter.

"Por que Kim Jong-un me insulta me chamando de 'velho' quando eu NUNCA o chamaria de baixo e gordo? Bem, me esforço tanto para ser seu amigo e, talvez, algum dia isso aconteça!", tuitou Trump no sábado, ironizando o líder norte-coreano sem chamá-lo diretamente de "baixo e gordo".

Trump, 71 anos, até então não tinha partido para as ofensas pessoais, como fizera o senador John McCain - que já chamou Kim de "gordinho maluco". Mas ser chamado de "velho lunático" nesta semana parece ter mexido com a paciência do presidente.

"O presidente Trump está trocando provocações de colégio com Kim Jong-un", noticiou o jornal "Boston Globe". "Trump e Kim = garotos do ensino médio com armas nucleares", tuitou o roteirista de Hollywood Scott Derrickson. "Estou esperando a briga no recreio", escreveram outros usuários.

Como parte da "paciência estratégica" com Pyongyang, os mesmos EUA ignoraram quando o regime comparou o então presidente Barack Obama a um "macaco na floresta tropical".

Mesmo com o ataque pessoal, entretanto, Trump mostrou que não há mágoas. Horas após o tuíte, foi perguntado por repórteres se poderia se ver como amigo de Kim. Disse que "era certamente uma possibilidade".

- Coisas estranhas podem acontecer na vida - respondeu, em Manila.