Como o ambiente pode influenciar a produtividade e o humor no trabalho?

Publicado em 05/07/2019 por Elabore Estratégia

Mudanças na arquitetura e decoração afetam positivamente o comportamento dos colaboradores
Por Daniel de Oliveira *
O que empresas como Google, Facebook, Microsoft e Pixar, entre outras grandes do mercado de tecnologia, entretenimento e alguns setores têm em comum? Ok, muitos fãs, faturamento alto, criatividade e ... escritórios incríveis. Não é à toa que grandes corporações como essas investem tanto para proporcionar um ambiente de trabalho especial: o local influencia diretamente na produtividade e criatividade dos colaboradores e impacta positivamente na experiência de clientes e parceiros. 
Algumas delas investiram em pesquisas para compreender o “fenômeno”: estudo da empresa de impressão fotográfica CanvasPop demonstrou que arte e decoração contribuem para a felicidade e produtividade das pessoas. Alguns estudos indicam que escritórios onde as pessoas podem escolher o décor são 30% mais produtivas e possuem menos queixas em relação à saúde, entre muitos outros exemplos. 
Confira 4 dicas para adotar no escritório e aumentar a produtividade da equipe:
1. Espaços humanizados: incentivar a distribuição de fotos da família, pequenas plantas e que o colaborador decore seu espaço para se sentir mais confortável é uma dica simples e que funciona. Quem quiser investir mais, pode apostar em um espaço para jardins verticais. Alguns estudos indicam que profissionais ficam 38% mais produtivos em escritórios decorados com plantas e que o verde melhora em 47% o bem estar e em 45% a criatividade dos colaboradores.
Tons mais claros e terrosos também contribuem para criar um ambiente acolhedor, com atmosfera de “casa”.  Ou seja, cada vez mais a segmentação casa/trabalho está se diluindo. 
2. Aposte nas cores. As cores influenciam no humor; assim é importante conhecê-las: azul transmite confiança e comunicação, mantém a pressão sob controle e é indicado para ambientes de trabalho grandes com equipes numerosas. Cores quentes podem ajudar em espaços onde as pessoas trabalham até tarde, pois estimula a atividade cerebral. O laranja aumenta o entusiasmo e a energia. Verde estimula a criatividade e propicia harmonia, equilíbrio, reduz ansiedade e o desgaste visual. Amarelo é sinônimo de otimismo, mas não abuse pois o excesso pode causar ansiedade. Branco promove criatividade, senso de espaço, principalmente se o local tem luz natural. 
3. Layout. As baias abertas há tempos conquistaram os escritórios em virtude dos custos (geralmente menores) e a facilidade de comunicação. Porém elas não funcionam para todos, sempre. A empresa internacional de arquitetura Gensler fez um estudo que indicou que mais da metade das pessoas que trabalham em espaços abertos ou com baias baixas são distraídas pelos colegas. Mas, ainda no layout aberto é possível criar espaços mais privados tanto para reuniões quanto para quem precisa focar em projetos específicos.
4. A decoração deve refletir a identidade da empresa. Todas as dicas acima podem ser aplicadas alinhadas à identidade da companhia. Os elementos de marca não devem ser esquecidos no projeto, afinal, eles são essenciais para dar “a cara da empresa” e à sensação de pertencimento.  

* Daniel de Oliveira é Designer de Interiores pela Rede Metodista de Educação do Sul (IPA) e pós-graduado em Gestão de Escritórios de Arquitetura, Designer de Interiores e Iluminação pelo IPOG (Instituto de Pós-Graduação). Foi também professor no Instituto Brasileiro de Designer de Interiores (IBDI). Diretor do escritório Daniel de Oliveira - Arquitetura em Interiores, em São Paulo, que possui projetos assinados em cidades como Porto Alegre, Curitiba e demais capitais.