Cooperativa de Materiais recicláveis recebe doação de refeições

Publicado em 26/05/2020 por Gaby Comunicação

Com a meta de chegar a 100 mil doações, o McDonald's aderiu à ação global Thank You Meal e preparou refeições especiais para os profissionais da Cooperativa dos Catadores de Materiais Recicláveis (Concaves).

Cooperativa 2.jpg

As cozinhas do McDonald´s no Brasil estão preparando mais do que deliciosas refeições. Desde o início da pandemia provocada pelo novo coronavírus, a marca, operada pela Arcos Dorados no país, adicionou doses extras de solidariedade e carinho nas doações que tem feito para os profissionais que estão atuando na linha de frente do combate à doença. Para acelerar essa ação, a companhia aderiu à campanha global Thank you Meal, lançada nos Estados Unidos. Por aqui, a meta é chegar a 100 mil combos doados, o que equivale a um investimento de cerca de R$ 2,5 milhões de reais. Em Belém, a Cooperativa dos Catadores de Materiais recicláveis (Concaves)  recebeu, no dia 22 de maio, a doação de 40 refeições (sanduíche + batata+ refrigerante), produtos entregues em embalagens especiais aos profissionais de saúde.

Para o Brasil, o nome da campanha foi ajustado: será o McObrigado. “Trata-se de uma forma de levar, além de comida, solidariedade e mensagens de encorajamento para estes profissionais que tem tido uma atuação incansável e excepcional”, explica Paulo Camargo, presidente da Divisão Brasil da Arcos Dorados.

Até o momento, já foram realizadas mais de 30 mil doações para profissionais de saúde de mais de 70 instituições, em 44 cidades, e caminhoneiros nas rodovias. Todas têm sido preparadas pelos funcionários da rede, que também estão se mobilizando para colocar recados de agradecimento juntos das refeições.  Nesta nova onda de doações, a rede está ampliando a entrega de alimentos para instituições que atuam no combate à fome. 

 

Outras medidas da Arcos Dorados

Acreditando na união de forças para que o país possa superar esse momento de crise, o McDonald’s decidiu apoiar micro e pequenas empresas do setor de alimentação no Brasil, abrindo turmas de formação gratuita e online voltadas a profissionais que atuam nesse segmento.

A companhia criou um curso para microempreendedores, que conta com uma grade dividida em três pilares principais: Segurança Alimentar, Higiene e Desenvolvimento Sustentável, áreas em que a companhia é reconhecida internacionalmente por sua excelência. Essas são esferas fundamentais para garantir medidas de prevenção de contaminação por microrganismos, incluindo o novo coronavírus.

O curso que iniciou em março teve 1845 inscritos e os módulos estão sendo disponibilizados por meio do site https://trilhas.info/ para que os novos interessados possam acompanhar o conteúdo. 

Além disso, O McDonald’s abriu vagas gratuitas para o curso de Desenvolvimento Sustentável em Foco, que nos últimos dois anos contou com cerca de dois mil inscritos e aborda uma grade que contempla 12 temas como Compromisso Social, Energia Renovável, Diversidade & Inclusão, Economia Circular, Mudanças Climáticas e Gestão de Resíduos, entre outros. O curso é o maior programa corporativo de educação para o desenvolvimento sustentável do Brasil. 

 Medidas para segurança de seus colaboradores

Tendo como prioridade proteger a saúde e bem-estar de seus funcionários e clientes, a companhia implementou um comitê focado especialmente em monitorar e agir em torno de diversos assuntos relacionados ao tema. 

A empresa estabeleceu um protocolo especial para a operação de seus serviços, como Delivery e Drive-Thru, incluindo a demarcação de áreas de distanciamento social nos restaurantes, disponibilização de produtos para higienização das bolsas dos entregadores e lavagem de mãos, cuidado no condicionamento de produtos, além do reforço dos protocolos de higiene em todos os restaurantes da rede, como aumento na frequência da limpeza de equipamentos, ampliação do número de dispensers de álcool em gel, entre outras ações.

Além disso, a empresa seguiu a recomendação de uso de máscaras feita pelo Ministério da Saúde no início de abril. Já foram adquiridas máscaras descartáveis e de tecido e também começaram a ser instaladas barreiras acrílicas para proteção física entre atendentes e clientes.

Entre as iniciativas já implementadas pela empresa, estão o home office ou licença remunerada para seus colaboradores que pertencem ao grupo de risco, em todos os setores, inclusive restaurantes, e a recomendação de trabalho remoto para todos os funcionários da sede administrativa.