Dólar cai após ata do Fed sem novidades; Ibovespa também registra recuo

Publicado em 13/10/2017 por Jornal do Comércio - RS

Após a ata da última reunião de política monetária do Federal Reserve (Fed) não trazer novidades, o dólar não exibiu reação ante o real nesta quarta-feira e seguiu sua trajetória de queda vista desde o início do pregão. Entre os motivos observados por profissionais do mercado estão uma correção das recentes altas, amparada por um giro financeiro baixo em véspera do feriado no Brasil, e a desvalorização generalizada da moeda no exterior.
No mercado à vista, o dólar fechou em baixa de 0,41%, aos R$ 3,1709. O giro financeiro somou US$ 974 milhões. No mercado futuro, o dólar para novembro caiu 0,27%, aos R$ 3,1805. O giro financeiro somou US$ 15,46 bilhões.
O mercado brasileiro de ações não teve fôlego para dar continuidade ao movimento de alta da véspera e voltou a realizar lucros nesta quarta-feira, pré-feriado. Apesar das agendas interna e externa relativamente intensas, não houve notícia com impacto suficiente para direcionar os negócios com clareza. Com isso, predominaram as correções, concentradas principalmente nas blue chips. O Ibovespa terminou em baixa de 0,31%, aos 76.659 pontos. Os negócios somaram R$ 10,375 bilhões.
No cenário externo, a principal expectativa do dia girou em torno da ata da reunião de política monetária do Fed. O mercado já esperava um documento sem grandes novidades, o que se confirmou. A sinalização de que os dirigentes do Fed se preocupam com a inflação baixa fez com que a ata fosse interpretada como "dovish".
A queda de 2% dos preços do minério de ferro no mercado à vista chinês e a instabilidade dos preços do petróleo favoreceram as baixas das ações da Vale, de siderúrgicas e da Petrobras. Papéis do setor financeiro, que, na terça-feira, estiveram entre as altas mais significativas da bolsa, devolveram parte dos ganhos da véspera.
  .