Filmado no Pará e no Rio Grande do Sul, nono episódio de "Sementes do Amanhã" aborda a cultura do mel

Publicado em 06/01/2020 por Okna Produções

Série documental sobre os alimentos que correm risco de extinção é exibida no Canal Futura às terças-feiras, às 23h15
MelPeabiru.jpg
A série SEMENTES DO AMANHÃ, exibida semanalmente no Canal Futura chega ao seu nono episódio, que será exibido em 7 de janeiro de 2020, abordando a cultura do mel e a vida das abelhas nativas. Não são apenas os animais que correm risco de extinção, muitos alimentos também e esta série documental tem o objetivo de resgatar a história dessas espécies alimentícias brasileiras, por meio de um olhar contemporâneo, mostrando a teia de relações humanas e ambientais que há por trás da sua cadeia produtiva.  
Com 13 episódios que mostram um panorama geral de cada item nas comunidades onde são produzidos, a série apresentada por Nanda Barreto investiga a origem da extinção e guia o telespectador na descoberta da biodiversidade brasileira. Com isso, pretende provocar a conscientização das pessoas e buscar caminhos para a preservação das culturas alimentares e humanas, numa perspectiva de sustentabilidade.   
As filmagens de SEMENTES DO AMANHÃ foram realizadas de outubro de 2018 a junho de 2019, percorrendo diversas cidades brasileiras nas cinco regiões do País. O episódio sobre o mel foi rodado em Riozinho (RS), Almeirim e Santarém (PA). No Pará, Nanda Barreto conheceu o projeto de preservação ambiental Peabiru, quem tem o objetivo de fortalecer a cadeia de valor do mel de abelhas nativas em comunidades tradicionais da Amazônia. 
As exibições no Canal Futura são sempre às terças-feiras, às 23h15, com reprises às quartas-feiras às 17h, sextas às 03h, sábados às 09h e segundas às 10h30. Os episódios já exibidos na TV também estão disponíveis em streaming no Futura Play, para serem assistidos a qualquer hora.  
SEMENTES DO AMANHÃ é uma realização da Okna Produções e da TerraMar. A equipe de campo é composta por Nanda Barreto (apresentadora), Alan Mendonça (diretor e roteirista), Marcelo Curia (cinegrafista e fotógrafo), Anderson Astor (diretor de produção), Lara Ely (pesquisa) e Raysa Fisch (captação de som). Ainda no time estão Aleteia Selonk e Marlise Aude, responsáveis pela produção executiva, Veco Marques (trilha sonora), Roberto Coutinho (som) e Jonatas Rubert (montagem).
MelPeabiru2.jpg
SINOPSE GERAL DA SÉRIE 
Sementes do Amanhã é uma série documental de 13 episódios de 26 minutos que vai retratar os alimentos brasileiros que estão ameaçados de extinção. Os programas tem como objetivo esclarecer o problema da extinção de espécies no Brasil, as causas, as consequências, a relação com os biomas, o impacto econômico e social, a urgência do tema e a necessidade de ações para evitar que estes alimentos sejam extintos. Em contraponto a esta situação o programa vai apresentar uma visão otimista de futuro, fundamentada na ação das comunidades, organizações sociais, empresas e órgãos governamentais como agentes transformadores, capazes de enfrentar a ameaça de extinção através de práticas sustentáveis e atitudes pedagógicas, que formam novas gerações engajadas com a questão ambiental. Através de um diálogo entre meio ambiente, sociedade e cultura, a série Sementes do Amanhã será também uma viagem ao Brasil, conectando o espectador com histórias, lugares e espécies que inspiram as pessoas a lutar pela preservação.  
SOBRE A OKNA  
Criada em 2006 pela produtora Aleteia Selonk, a OKNA é uma produtora de conteúdo dedicada à realização de produtos audiovisuais para televisão e cinema. Especializada na produção e produção executiva de longas, curtas e médias-metragens de ficção e documentário, além de programas para televisão, a OKNA realiza o gerenciamento não apenas de projetos, mas também de talentos criativos.   
Em seu catálogo constam seis longas-metragens, 14 médias, 20 curtas e três séries de TV. Juntos, seus filmes já participaram de mais de 200 festivais internacionais e arrebataram mais de 70 prêmios.  
Entre as suas produções, mais recentes para o cinema destacam-se os longas de ficção, Mulher do Pai (direção Cristiane Oliveira) - vencedor de melhor direção, melhor fotografia e atriz coadjuvante no Festival Internacional de Cinema do Rio de Janeiro, indicado à melhor filme no Generation 14plus do Festival Internacional de Cinema de Berlin - e Ponto Zero (direção de José Pedro Goulart) premiado com melhor roteiro, ator e filme no IFAB (international Film Awards Berlin) além da animação infantil "As aventuras do Avião Vermelho"(direção Frederico Pinto e José Maia). Em 2018 garvou o novo longa de Cristiane Oliveira, "A primeira morte de Joana", que deverá ser finalizado ainda em 2019 e tem estreia prevista para o começo de 2020.  
Para televisão a OKNA produziu recentemente a série de documentário "As Fronteiras do Pensamento" com 8 episódios de 52 minutos, veiculada pelo canal Curta!, a série de ficção "Para que servem os homens" com 4 episódios de 15 minutos, o curta de ficção "Lá no Chá", exibido pela BoxPrime além do média documentário "A Dimensão Humana" e a série documental "Pensamento Contemporâneo" 4 episódios de 26 minutos, ambos exibidos  pela TVE/RS . Atualmente, além da produção da série "Sementes do Amanhã", está em fase de finalização da série documentário para a Fashion Tv "Sagrados e Profanos", que deverá ser exibida em novembro de 2019.  
A Okna se destaca ainda por sua inserção no mercado internacional, conquistada ao longo das inúmeras e concorridas seleções e participações em eventos de mercado, rodadas de negócios e encontros de coprodução, tais como Match Me (Locarno/Suíça), Talent Project Market (Berlim/Alemanha), Produire au Sud (Nantes/França) e Producers Network (Cannes/França).