Parque dos Poderes poderá ser tombado como patrimônio histórico de MS

Publicado em 08/11/2018 por Correio do Estado

ASSEMBLEIA LEGISLATIVA

Parque dos Poderes poderá ser tombado como patrimônio histórico de MS

Projeto de lei está tramitando no Legislativo

Parque dos Poderes poderá ser tombado como patrimônio histórico de Mato Grosso do Sul. O projeto de lei foi apresentado durante sessão desta quinta-feira (8) na Assembleia Legislativa e a proposta contempla o Complexo dos Poderes, que compreende as áreas do Parque dos Poderes, Parque Estadual do Prosa e Parque das Nações Indígenas, em Campo Grande.

De autoria do deputado estadual Amarildo Cruz (PT), o projeto estabelece a proteção provisória da área, enquanto a Fundação de Cultura do Estado de Mato Grosso do Sul ficará responsável pela elaboração da instrução processual e o Conselho Estadual de Cultura pela preparação do parecer sobre o tombamento. "O Complexo dos Poderes é um importante equipamento urbano que precisa ser preservado, conservado e integrado ao Patrimônio Histórico-Cultural, Natural e Paisagístico do Estado", afirmou o deputado.

O Parque dos Poderes reúne as sedes dos poderes Executivo, Legislativo e Judiciário, além do Comando da Polícia Militar e diversos órgãos estaduais e federais. O Parque Estadual do Prosa preserva amostras de ecossistemas do Cerrado, espécies da flora e fauna e as nascentes do Córrego Prosa.

Já o Parque das Nações oferece infraestrutura de lazer e esporte às margens de um lago formado pelas águas da nascente do Córrego Prosa. Nele estão abrigados a Concha Acústica Helena Meirelles, o Museu Dom Bosco, o Museu de Arte Contemporânea, o Monumento do índio e o Monumento à Zarabatana.