TNC estreou “Floresta sem Fogo” no último sábado

Publicado em 29/06/2020 por Lucas Muribeca

Série de rádio tem como objetivo conscientizar a população sobre o uso do fogo na Amazônia

Belém – Para conscientizar sobre o início do período de queimadas na Amazônia e a importância de proteger a floresta, a The Nature Conservancy (TNC), a maior organização de conservação ambiental do mundo,, estreou no sábado, 27, o seu programa de rádio “Floresta sem Fogo”, o mais novo canal de comunicação entre a organização e as comunidades de produtores e povos da floresta Amazônica.

A cada quinze dias, a série vai mostrar, durante três minutos, a importância de proteger a floresta e evitar ao máximo o uso do fogo por meio de queimadas. Ao mesmo tempo, vai apontar alternativas para unir meio ambiente a produção, , como a Integração Lavoura-Pecuária-Floresta (ILPF), sistemas agroflorestais, entre outras.

Emissoras de rádio de seis municípios das regiões sul, sudeste, Transamazônica e Baixo Xingu (Altamira, São Félix do Xingu, Tucumã, Anapú e Senador José Porfírio) vão transmitir o programa. A expectativa é alcançar no mínimo cinco mil pessoas da região para abordar as questões da Amazônia.

Com vasta experiência jornalística e intimamente ligados à realidade dos municípios que receberão as transmissões, os jornalistas Adriano Baracho e Anete Pittão serão os apresentadores. “Nasci e cresci em Marabá e sempre acompanhei a luta pela proteção da floresta”, disse Anete Pittão. “Fazer parte desse projeto, além de uma grande honra, é dar minha contribuição a essa luta”, completou a jornalista.

Outros grandes parceiros da iniciativa serão os povos da floresta, ou seja, as pessoas que vivem na Amazônia, como indígenas, produtores rurais, ribeirinhos e habitantes das cidades. A ideia é congregar todos em um propósito: proteger a floresta, seus habitantes e todas as formas de vida, ao mesmo tempo em que possam obter sua renda. Em cada programa, pesquisadores, produtores rurais, representantes dos povos indígenas, entre outros, também serão ouvidos.

“A série vai nos ajudar a consolidar, nessas regiões, a valorização da floresta. Nossa meta é orientar as comunidades locais a buscar soluções sustentáveis para produção, evitando novos focos de incêndios e um número ainda maior em relação ao mesmo período do ano passado”, explica Helcio Souza, coordenador da estratégia de Conservação em Terras Indígenas na TNC Brasil.

No primeiro episódio, o “Floresta sem Fogo”, trata dos prejuízos causados pelo fogo, não apenas para o planeta e o meio ambiente, mas também para seus habitantes. O empobrecimento do solo e as doenças causadas pela fumaça serão alguns dos assuntos abordados. Para os demais programas, os temas variam entre as alternativas ao uso do fogo para melhorar a produtividade; lições aprendidas com os povos indígenas e; os agentes que combatem o fogo na floresta”.