Uberaba recebe comitiva chinesa interessada em importação de alimentos

Publicado em 03/04/2019 por Jornal de Uberaba

Comitiva do governo chinês esteve em Uberaba, em missão oficial na última semana para conhecer os potenciais de produção agropecuária do Município. A intenção dos chineses é consolidar negócios para importação de grãos, derivados da cana-de-açúcar e proteína animal. Durante três dias de estada eles foram acompanhados pelo secretário de Desenvolvimento do Agronegócio (Sagri), Luiz Carlos Saad.
A vinda da comitiva foi fruto de convite do prefeito Paulo Piau, em sua viagem à China. A oportunidade de negócios – segundo ele – é desdobramento direto do esforço para colocar Uberaba no contexto internacional. Acredita que a viagem institucional à China no ano passado, demonstrou o potencial da cidade para novos investidores. 
No ano passado Piau e equipe das Secretarias de Desenvolvimento do Agronegócio, Desenvolvimento Econômico, Turismo e Inovação e Meio Ambiente também se reuniram com empresários do setor de agropecuária de Uberaba e região para discutir a expansão do mercado uberabense e oportunidades de negócios entre Brasil e China.
Demanda – O secretário Luiz Carlos Saad destaca que a China tem aproximadamente 1,4 bilhão de habitantes e só produz 30% dos alimentos que consome. “Inicialmente o principal interesse está no álcool, açúcar, grãos, entre eles a soja e o milho, e proteína animal, como frango e a carne bovina.
Eles tiveram um panorama geral destas potencialidades de Uberaba e região”, pontua Saad. Entre os locais visitados estiveram usinas, cooperativas, Parque Tecnológico, VLi e Zona de Processamento e Exportação (ZPE), Porto Seco e área onde será consolidada a Intervales e o Aeroporto Internacional de Cargas e Passageiros, entre outros.
Início – O secretário explica que nas próximas semanas os chineses devem estabelecer novo contato com a Prefeitura, para iniciar ações de fins comerciais. Paralelamente, a Secretaria de Desenvolvimento do Agronegócio já está oferecendo apoio aos produtores e empresas no processo de obtenção de certificados de origem e documentos oficiais necessários para viabilizar negócios relativos a este tipo de exportação.
“Eles estão dispostos a negociar qualquer tipo de alimento. É algo muito interessante para Uberaba e região. Somos referência de produção do agronegócio e temos localização estratégica para a exportação. A missão fará a ponte entre os grupos e empresas da China interessados em comprar os alimentos. Com certeza o desdobramento dessa visita será o início de uma relação muito positiva e duradoura para o desenvolvimento econômico no setor de agronegócio”, avalia Saad.