Artesanato a favor da terapia na Casa de Apoio a Criança com Câncer Durval Paiva

Publicado em 18/06/2017 por Potiguar Notícias

Artesanato a favor da terapia na Casa de Apoio a Criança com Câncer Durval Paiva

Por: Patrícia Oliveira Araújo
17/06/2017

Foto: Divulgação

A Arte como também o artesanato, comprovadamente, são atividades terapêuticas e auxiliam tanto no combate ao estresse, como em problemas de saúde. Na prática do artesanato, por exemplo, podemos aperfeiçoar habilidades como: bordar, costurar, pintar, dentre outras.

O desenvolvimento de atividades como essas auxiliam na autoconfiança, como também no estado emocional, pois desencadeia um estado de relaxamento, que ajuda as pessoas a não focarem em seus problemas. Tomemos como exemplo as famílias que convivem com algum parente que está com câncer, que é uma doença que afeta não somente o enfermo, como também, o núcleo familiar. Esse fato faz com que não só o paciente fique vulnerável, como seus familiares, fazendo-se necessário o cuidado com todos os envolvidos.

Um exemplo de como o artesanato ajuda como aporte terapêutico, é o trabalho desenvolvido no setor de artes da Casa de Apoio a Criança com Câncer Durval Paiva. Onde são ofertadas atividades que têm como objetivo capacitar às mães/acompanhantes dos pacientes na elaboração de artesanatos da cultura regional, incentivando-as na produção e comercialização dos produtos confeccionados.

Esse trabalho é realizado semanalmente com as mães/acompanhantes e possibilita um espaço de interação, integração e socialização, pois, além de exercitarem a prática do artesanato, é o momento em que elas interagem umas com as outras e acabam percebendo que todas estão passando pelas mesmas dificuldades.

As mães/acompanhantes encontram nesse espaço um lugar de refúgio, onde podem esquecer os problemas, desobstruir a mente das tribulações e aprender novas atividades.

No setor de artes, todos os meses, uma nova técnica de artesanato é ensinada, possibilitando assim uma rotatividade no aprendizado. Esse percurso é roteiro facilitador para a criatividade, o que faz com que as mães/acompanhantes transitem por diversas experiências e, consequentemente, passem por um processo de autoconhecimento, desencadeando a afinidade na descoberta de uma nova prática artesanal.

A diversidade de técnicas artesanais faz com que elas se qualifiquem para um leque de possibilidades, além de aperfeiçoarem as técnicas já adquiridas. O desenvolvimento dessas práticas ajuda no sentimento de realização, de dever cumprido, ao ver o resultado de seus trabalhos. Essa sensação faz com que elas se sintam proficientes, desencadeando o sentido de bem estar.

Portanto, o artesanato faz-se de extrema importância na vida das mães/acompanhantes, pois além de ajudar a desopilar a mente, colabora para concentração, criatividade e bem estar, auxilia na descoberta de novas habilidades, como também, contribui na geração de uma nova fonte de renda.