Campanha de doação de sangue para o São João é iniciada no Hemomar

Publicado em 15/06/2017 por O Estado do Maranhão

Campanha foi lançada ontem porque 14 de junho é o Dia Mundial do Doador de Sangue,  data que tem o objetivo de ressaltar o ato que salva vidas

SÃO LUÍS - Em 2017, o Centro de Hematologia e Hemoterapia do Maranhão (Hemomar) tem observado uma queda no número de doadores de sangue. Como nos períodos festivos a tendência é aumentar a demanda por sangue nas urgências, o Hemomar lançou uma campanha para aumentar o estoque e não comprometer o atendimento no período junino. A campanha, que começou ontem, segue até o dia 28.

A campanha foi lançada ontem porque 14 de junho é Dia Mundial do Doador de Sangue, uma data que tem o objetivo de ressaltar esse ato que salva vidas, explicou Maria do Socorro Ferreira de Oliveira, coordenadora do Setor de Captação de Doadores do Hemomar. "A doação de sangue é um ato muito importante. Deve ser praticada voluntariamente e regularmente por todas as pessoas", afirmou.

Aproveitando o ensejo da data e o período junino, o Hemomar lançou sua campanha de doação de sangue para o São João e está convocando a população a doar sangue. "Em períodos festivos, tende a haver um aumento no número de transfusões de urgência. O Setor de Captação faz ações permanentes para manter satisfatório o número de doadores.

As campanhas fazem parte destas ações", informou Maria do Socorro Ferreira de Oliveira.
Além das campanhas, o Hemomar convoca doadores cadastrados quando o estoque está muito baixo, sobretudo os de sangues de fator RH negativo, por serem mais raros. "Nosso estoque é carente em relação à demanda que atendemos.

Por isso, estamos sempre mobilizando as pessoas a doarem", destacou Maria do Socorro Ferreira de Oliveira.
Além da demanda, a necessidade de doações é constante porque nem todas as bolsas coletadas são usadas. Antes, é feita uma série de testes laboratoriais para verificar a qualidade do sangue doado e, ao fim desse processo, algumas bolsas são descartadas. Entre os motivos para descarte estão doenças virais de transmissão sanguínea como sífilis, hepatites e o vírus HIV. Além disso, a maioria das doações são aquelas destinadas a uma pessoa específica, o que também contribui para que o estoque regular do Hemomar esteja sempre no limite.

Ato de solidariedade
Desde 2012, Marcos Vinícius dos Santos Silva é doador voluntário de sangue. Como muitas pessoas, ele doou pela primeira vez para uma pessoa específica, um amigo, que estava com problemas de saúde. Desde então, já foram 14 doações. "Passei a doar porque vi a dificuldade do meu amigo em conseguir sangue e imaginei que, assim como ele, muitas pessoas passavam pelo mesmo. Desde então, doo periodicamente", afirma.

Já Jhonathan Silva Corrêa doou ontem pela quarta vez. Ele não sabe quem receberá a doação, mas faz a doação pensando em ajudar ao próximo. "Eu posso vir a precisar de transfusão de sangue um dia. Então, doo porque a gente precisa pensar no outro. Além disso, incentivo as pessoas a doarem também para que não falte a quem precise", afirmou.

Uma doação, três benefícios
O aumento no número de doações tornaria maior o de pacientes atendidos pelo Hemomar, já que uma única bolsa de sangue pode beneficiar até três pessoas diferentes porque a bolsa doada é fracionada (separada) em três produtos diferentes. O Concentrado de Hemácias, o Concentrado de Plaquetas e o Plasma.

As hemácias são células vermelhas e vão ajudar as pessoas que têm anemia (porque perderam sangue ou têm doenças que prejudicam a sua produção). O plasma é líquido e amarelo. Nele, entre outros, estão elementos que vão ajudar as pessoas com deficiência na capacidade de coagulação do sangue. Já as plaquetas são elementos muito importantes na primeira fase do processo de coagulação do sangue. Pessoas que fazem transplantes ou quimioterapia são as principais receptoras desse produto.

O Centro de Hematologia e Hemoterapia do Maranhão (Hemomar) é responsável pela captação e distribuição de sangue para as unidades de saúde da capital e demais cidades maranhenses, incluindo a rede privada. Conforme o Hemomar, o sangue coletado é para atender, principalmente, às cirurgias e outras situações de urgências.l

SAIBA MAIS
Para ser um doador

Quem tiver interesse em ser doador, pode comparecer ao hemocentro de São Luís, localizado na Rua 5 de janeiro, s/nº, Jordoa, de segunda a sexta-feira, das 7h30 às 18h, e aos sábados das 8h às 12h. Mais informações podem ser obtidas pelos telefones: 3216-100 ou 3216-1134. Há ainda o Disque Sangue, um serviço pelo qual os interessados podem tirar sãs dúvidas sobre a doação. O número do Disque Sangue é 0800 280 6565.

Requisitos básicos para ser doador:

- estar em boas condições de saúde;
- ter entre 16 e 69 anos, desde que a primeira doação tenha sido feita até 60 anos (menores de 18 anos, clique para ver documentos necessários e formulário de autorização);
- pesar no mínimo 50kg;
- estar descansado (ter dormido pelo menos 6 horas nas últimas 24 horas);
- estar alimentado (evitar alimentação gordurosa nas 4 horas que antecedem a doação);
- apresentar documento original com foto emitido por órgão oficial (Carteira de Identidade, Cartão de Identidade de Profissional Liberal, Carteira de Trabalho e Previdência Social).

Números
450 miligramas
de sangue é o total coletado em cada doação
5 litros é quantidade de sangue que uma pessoa adulta tem circulando no seu corpo
6 horas é o tempo que o organismo leva para repor a parte líquida do sangue
24h é o tempo que os demais componentes do sangue são repostos pelo organismo
4 meses é o intervalo de doações recomendados para homens
3 meses é o intervalo de doação recomendado para mulheres

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.