Nova obra começa até o fim do ano

Publicado em 18/06/2017 por O Fluminense

Expectativa é que as obras no local comecem a partir de setembro

Foto: Douglas Macedo

As obras e as desapropriações para o alargamento da Avenida Marquês do Paraná, no Centro de Niterói, vão começar até o fim do ano. A informação é do prefeito Rodrigo Neves. Segundo ele, a expectativa é de que a obra começe já a partir de setembro, logo após a entrega e inauguração do mergulhão da Praça Renascença. A decisão é para evitar maiores transtornos no trânsito da região central da cidade. 

"As intervenções acontecerão após a conclusão e entrega do mergulhão da Praça do Renascença. Não podemos fazer duas obras desse porte ao mesmo tempo", justificou Neves. 

O aval para as intervenções foi dado pela Câmara de Vereadores através da aprovação, na última terça-feira, da Operação Urbana Consorciada (OUC), que prevê investimentos na região através da iniciativa privada. Segundo o prefeito Rodrigo Neves, a reurbanização da via será uma contrapartida da construção de um shopping na via.

De acordo com a Prefeitura de Niterói, a reurbanização da Marquês do Paraná compreende o trecho entre a esquina da Rua Doutor Celestino até o limite com um condomínio de prédios. A pista sentido Icaraí passará a ter cinco faixas, facilitando o fluxo de veículos que saem do Centro e da Ponte Rio-Niterói. 

A obra é considerada estratégica para o desenvolvimento urbanístico de Niterói. Três imóveis serão desapropriados para permitir as intervenções, incluindo o terreno onde funciona um hortifruti, uma marmoraria e uma loja de automóveis. A Marquês do Paraná ganhará, ainda, uma ciclovia, o que vai facilitar a integração entre as zonas Norte, Central e Sul. 

Ainda segundo o Executivo, as calçadas serão reformadas, incluindo o trecho entre o Mergulhão Ângela Fernandes até a Rua Miguel de Frias. Essa  intervenção visa a facilitar, ainda, a locomoção de quem sai de Icaraí a pé em direção ao novo shopping a ser construído. Todas essas medidas fazem parte do pacote de contrapartidas para a construção do empreendimento, que somam R$ 11,8 milhões. 

Toda a Marquês do Paraná vai ser reurbanizada com este projeto, desde a esquina com Avenida Amaral Peixoto até a esquina com a Rua Miguel de Frias", informou a prefeitura através de nota.      

Liberação - A OUC aprovada na Câmara permite que a iniciativa privada invista nos bairros do Centro, Boa Viagem, Morro do Estado, São Lourenço e Ponta da Areia. Na Marquês do Paraná, a ideia é que o empreendimento seja um shopping de bairro, como o Fashion Mall, com características diferentes dos que já existem na região. A construção de luxo ainda integra sustentabilidade ao projeto, com captação e reaproveitamento de água e uso de energia solar.