Prefeito garante São João e mostra que custo de R$ 85.380,00 para ônibus das juninas é inviável

Publicado em 18/06/2017 por Blog do Acélio

O prefeito FRANCISCO NAGIB fez contato com a redação do blogdoacelio, às 18h30min, de hoje, logo depois do fim da manifestação de integrantes de quadrilhas juninas, na porta de sua residência no Novo Millenium, que exigiam transporte para viagens para Duque Bacelar, hoje e amanhã.

"Todas as quadrilhas e bois somam mais de 1.500 integrantes, em minha casa teve 2% dos integrantes", minimizou

O prefeito relatou que ajudou à todas doando, do próprio bolso para não onerar a prefeitura que anda com dificuldades financeiras, uma motocicleta para que fizessem uma rifa. Esta ideia, segundo o gestor, chegou a dar para algumas quadrilhas até R$ 11.000,00.

"Eu ajudei a todas. Teve quadrilha que conseguiu R$ 11.000,00 nas vendas das rifas. 80% das quadrilhas receberam mais que no ano passado. Na ideia minha e aceita por todas as quadrilhas de doar moto e fazer as rifas (...) Segunda-feira estou entregando uma moto ao ganhador da rifa, vou doar", frisou

SOBRE TRANSPORTE

Mandou para o blog um documento assinado pelo diretor de cultura e juventude, Augusto Serra, que mostra o valor  da demanda de viagens intermunicipais dos grupos culturais e folclóricos do município durante a temporada junina 2017.

O levantamento mostra um custo total para a prefeitura, com combustível e ônibus, no valor de R$  85.380,00.

Asa Branca do Sertão

Existem algumas demandas enviadas à nossa redação que chamam a atenção. a Agremiação Junina Asa Branca do Sertão apresentou um orçamento de viagens no valor de R$ 22.200,00 com roteiro para 16 cidades, incluindo São Luís e Bom Gosto, Miguel Alves e  Teresina no Piauí.

No documento enviado pelo prefeito ao blog a Junina Renascer do Sertão apresentou um orçamento de viagens para 10 cidades no valor total de R$ 37.400,00.

Orçamento de viagens da RENASCER apresentado à prefeitura de Codó

A Mandacarú foi mais modesta, seu orçamento para 10 cidades, incluindo Tutóia e Teresina, foi de R$ 13.900,00.

ORÇAMENTO da Mandacarú

Já a Arco-iris Sertaneja pediu apenas  R$ 7.380 para viajar para 4 cidades (São Luís, Duque Bacelar que seria neste sábado, Capinzal do Norte e Bacabal).

Francisco Nagib disse que ouviu a promotora de Justiça Linda Luz que foi categórica ao alertá-lo de que usar ônibus escolares para este tipo de finalidade poderia implicar em ato de improbidade administrativa, além do mais disse que a prefeitura, no momento, não tem dinheiro para tão alto custo. Na seqência citou obras em andamento na cidade que merecerem mais atenção de sua parte.

"Agora a prefeitura de Codó não tem dotação para gastar R$ 85.000,00 em ônibus (rodoviários), pois tem licitação para os mesmos, somente ônibus escolar que não podem pegar a BR"

"Está aí em anexo o que as quadrilhas estão pedindo para viagem. Fica inviável pois estamos focado nos investimentos da REFORMA DO HGM, equipamentos do HGM, medicamentos para os postos. Asfalto, pontes, reforma de  escolas, 15 unidades reformadas em 5 meses. Reforma do matadouro, tudo isso que estamos executando nesse momento na  cidade"

O SÃO JOÃO DE CODÓ

O chefe do EXECUTIVO MUNICIPAL garantiu que fará um grande São João este ano entre os dias 5 e 9 de julho onde dará prioridade à 14 bandas locais e também trará duas de renome nacional. Também frisou que muitos grupos culturais, incluindo as juninas, terão espaço garantido.

"Eu quero fazer um grande São João em Codó. Eu vou investir no São João local onde tenho projeto na cultura e espero receber do governador Flávio Dino o apoio para realizar um grande evento na cidade com premiação maior que nos anos anteriores"

"No projeto consta apoio de bandas locais (14 bandas locais, 2 nacionais, palco, som, segurança, ornamentação e barracas. Divulgação, incentivo cultural para brincadeiras locais como Boi, quadrilhas, danças diversas  que acontecerão do dia 5 à 9 de julho. Não será cobrado nada das barracas do São João para instituições, associações de bairro, Une formandos e entidades culturais", concluiu Nagib