Secretário faz piada com reação da Liesa após corte de verba para o carnaval

Publicado em 17/06/2017 por O Globo

Secretário de Crivella, Rubens Teixeira fez piada com reação da Liesa a corte de verbas da prefeitura - Reprodução

RIO - Um meme bagunçou ainda mais o coreto das discussões sobre o corte de verba para o carnaval de 2018. Diante da notícia de que a Liga Independente das Escolas de Samba (Liesa) pode suspender a festa depois de o prefeito Marcelo Crivella ter anunciado que vai reduzir à metade a subvenção para as grandes do Sambódromo, o secretário de Conservação e Meio Ambiente, Rubens Teixeira, resolveu fazer piada. Pastor evangélico, ele, que acompanha o prefeito em uma viagem à Holanda, fez um post dizendo que, se não vai ter desfile, Crivella pode cortar 100% dos recursos, abrindo ala para novas queixas.

O vice-presidente da Mocidade Independente, Rodrigo Pacheco, ficou revoltado e ironizou a postagem de Rubens:

- Não entendo. Acho curioso que um secretário da prefeitura seja contra a maior manifestação cultural do país. E mais ainda que opine sobre uma área que não é dele.

A brincadeira do secretário era acompanhada de um texto mais sério. Nele, Teixeira diz que é preciso "espalhar o debate" e "defender o que pensamos". Ele observa que nem todos os cidadãos ou turistas vão ao Sambódromo. De acordo com o secretário, a maioria participa de blocos de rua ou de outras programações. Sem falar nos que saem da cidade. "Se é um 'show' apenas para alguns, seria ótimo a iniciativa privada explorar. Há outras prioridades urgentes que beneficiam a expressiva maioria e que devem ser foco de gestores sérios", diz ele.

O anúncio de Crivella é que, no próximo carnaval, serão destinados R$ 13 milhões para as Escolas do Grupo Especial, e não os R$ 26 milhões previstos.

A postagem de Rubens Teixeira pegou mal entre dirigentes de escolas de samba que ainda esperam que o prefeito reveja a decisão de cortar verbas do carnaval.

- Quem deveria se manifestar é a secretária de Cultura (Nilcemar Nogueira). Se ele é responsável pela conservação e ainda está no cargo, deveria se preocupar era com o fato de as ruas estarem esburacadas, bem como a iluminação pública muito precária em vários pontos da cidade - disse Chiquinho da Mangueira, presidente da verde e rosa.

Durante parte do dia de ontem, Teixeira manteve no ar uma foto em que aparece ao lado de Crivella com informações sobre outras tesouradas: a prefeitura também não destinará recursos para a Parada Gay e para a Marcha para Jesus (evento evangélico da igreja Renascer em Cristo). "Prioridade de Crivella. # Cuidar das pessoas", escreveu. Só à noite, a mensagem foi removida da página.

Sem relação institucional

Os posts de Rubens, que é pastor da Assembleia de Deus, foram replicados por frequentadores de igrejas de várias denominações. O GLOBO tentou falar com o secretário mas, segundo a assessoria de Teixeira, ele estava incomunicável, cuidando dos preparativos de sua volta para o Brasil. A assessoria argumentou ainda que o Facebook é um meio de comunicação particular do secretário, que não guarda relação institucional com a Prefeitura do Rio.

Durante o carnaval deste ano, Rubens Teixeira apareceu em vídeos na internet, ao lado do prefeito, inspecionando canteiros de obras. Na ocasião, o objetivo era mostrar que Crivella mantinha uma agenda intensa de trabalho durante o período da festa, já que ele não entregara a chave ao Rei Momo, como é de praxe, e não compareceu aos desfiles na Marquês de Sapucaí, como seus antecessores.