Segundo título dos Warriors em três anos é prenúncio de dinastia na NBA

Publicado em 13/06/2017 por Folha de S. Paulo Online

Publicidade

Ao bater o Cleveland Cavaliers por 129 a 120 nesta segunda-feira (12), o Golden State Warriors fechou a série decisiva da NBA por 4 a 1 e conquistou seu segundo título em três anos. Ao mesmo tempo, anuncia que uma possível dinastia está em construção.

Com a adição do ala Kevin Durant, eleito o melhor jogador da final, os Warriors sobraram nesta temporada. Nem mesmo o Cleveland de LeBron James foi capaz de desafiá-los.

Durant, depois de seguidas frustrações pelo Oklahoma City Thunder, conquistou seu primeiro título. Com direito a médias de 35,2 pontos, 8,4 rebotes, 5,4 assistências e 1,6 toco por partida nos últimos cinco jogos, além de 55,6% de aproveitamento nos arremessos, incluindo 47,4% nos chutes de longa distância.

Os campeões chegaram à final com 12 vitórias em 12 jogos pela Conferência Oeste. Flertaram com a possibilidade de fechar os playoffs invictos, algo inédito para a liga. O Cleveland ao menos conseguiu refutar esse recorde ao vencer o quarto jogo.

Esse domínio é um retrato fiel do que os Warriors vêm produzindo desde 2014.

Nas últimas três temporadas regulares, o Golden State acumulou, respectivamente, 67, 73 e 67 vitórias. As três campanhas estão entre as dez melhores da história.

O aproveitamento neste triênio foi de 84,1%. Comparando, o San Antonio Spurs venceu 62,4% de seus jogos desde que entrou na liga em 1976. Essa é a melhor marca entre todos os 30 times da liga.

SUSTENTABILIDADE

Talvez a maior esperança da concorrência para os próximos anos são as restrições impostas pela liga às folhas salariais dos clubes. Até isso parece pouco provável.

Tanto Curry como Durant devem se tornar agentes livres em julho. Isto é, estariam abertos a propostas das demais franquias. A expectativa nos bastidores, porém, é de que ambos renovem contrato com os Warriors rapidamente.

Por ter os direitos sobre a dupla nesta temporada, o campeão Golden State ainda pode desembolsar mais dólares do que qualquer outro clube na tentativa de segurá-los.

Tanto Curry como Durant podem receber um salário de até US$ 35,4 milhões (R$ 117 milhões) na próxima temporada. O vínculo com ambos poderia custar até R$ 1,3 bilhão por cinco anos. Sim, você leu o valor correto.

Com o ala-pivô Draymond Green sob contrato por mais três temporadas e o ala Klay Thompson, por mais duas, a equipe sustentaria, assim, um núcleo de quatro All-Stars para manter sua hegemonia.

Os versáteis reservas Andre Iguodala e Shaun Livingston, também estarão livres para receber propostas.

Para manter esses importantes reservas, de todo modo, Durant já sinalizou aos dirigentes que pode dar um desconto em sua negociação.

Se os proprietários dos Warriors estiverem dispostos a gastar, a alternativa para a concorrência é derrubá-los em quadra. Não será fácil.

Chamada Especial NBA
Clique e veja especial sobre os finalistas da NBA